quarta-feira, 7 de maio de 2008

Evolucionismo X Criacionismo

Nunca tinha me interessado muito pelo assunto, a evolução das espécies. Tb nunca tinha tido paciência pra ler ‘A origem das espécies’ de Darwin. Achava ‘legal’ e só.

Até que eu e mais alguns amigos- digo amigos pq se depois desse trabalho a gente ainda conversa, vai ser pra sempre rs – tivemos que fazer um trabalho enooooooorme sobre o assunto.

Lembra aqueles trabalhos chatos da escola, que tinha as Eras geológicas e cada bicho e planta que habitava a Terra no período? E que só ficava legal quando os dinossauros apareciam? Pois é, tipo isso. A diferença é que pelo número de páginas e informações, a gente escreveu foi um livro.

Pois bem. Minha parte era justo a primeira. Tinha que descrever como a Terra foi formada, as mudanças no ambiente que possibilitaram o surgimento da vida, como surgiu a primeira ‘coisa’ viva, como deveriam ser os primeiros seres vivos, o que aconteceu para então que surgissem todas as outras formas de vida. A propósito, vc deve sua vida a um grupo de cianobactérias evidenciadas em estromatólitos, que ‘fabricaram’ o nosso querido oxigênio. Estromatólitos... nunca esquecerei esse nome, do tanto que tive que digitar rs

Enfim, depois do trabalho mega-cansativo que inicialmente eu não tinha grandes interesses, depois de amigos brigando, falta de paciência e tudo dando errado, eis que o assunto se tornou interessantíssimo pra mim! ^^ É absurdamente fascinante como as coisas foram acontecendo. O ambiente forneceu meio à vida, a vida foi modificando o ambiente, e outras modificações no meio ‘ativavam’ a seleção natural e assim espécies foram sendo extintas e várias outras criadas. O resultado : uma evolução que passou dos ancestrais de bactérias, a seres muito parecidos com os poríferos de hoje, a seres mais ‘complexos’ como nós.

E falando de evolução, mais uma vez toco no assunto de ‘genética’. Afinal, para que novas espécies surjam deverá ocorrer uma mutação nos seus genes ,que se permitir desenvolver uma característica favorável ao meio, o ser não será extinto. Se houver isolamento reprodutivo, eis que surge uma nova espécie. E através dessas mudanças genéticas, e da evolução, eis que surge o homem.
O grande problema é que essas mutações ocorrem POR ACASO.

E aí é que eu fico doida!

E fiquei MUITO alegre de ler hoje num livro, a opinião do autor que pensa exatamente como eu (e então ele fala tudo que eu sempre quis falar e nunca consegui, tamanha minha loucura quando penso nesse assunto).

“Se o leitor achou fácil acreditar nisso, provavelmente não entendeu!! Todo o seu corpo – de uma harmonia muito mais complexa do que qualquer produto desenhado pelo homem – foi criado por centenas de milhares de aperfeiçoamentos progressivos, E CADA APERFEIÇOAMENTO FOI UMA ACIDENTE”

ACASOOOO!!!!

“Os criacionistas por vezes dizem que a probabilidade de uma pessoa ser produzida por meio de uma MUTAÇÃO GENÉTICA ALEATÓRIA é a mesma de um macaco datilografar as obras de Shakespeare.”

Depois da minha querida biologia falar que cada pedacinho do meu corpo, e são muuuuitos pedacinhos, estão do jeito que estão devido a, cada um, uma mutação genética que aconteceu por ACASO (e pense quanto tempo leva pra cada mutação atingir toda uma população, isso se ela não levar a espécie a extinção) , COMO É QUE EU FALO que é um absurdo a idéia de que Deus criou tudo, e que Eva veio da costela de Adão????????????? O.o

3 comentários:

Lucas Simão disse...

A biologia e todo esse processo "meio que por acaso" são facinantes. O mais impressionante são os rumos que as árvores genealógicas tomaram, vários gêneros, famílias espécies etc... Somos frutos de uma confusão!

Glauber Ataide disse...

Muito interessante Morgana! Depois vamos trocar umas idéias sobre essas questões. Adiantando o assunto, você já ouviu falar de um livro chamado "A caixa preta de Darwin", do Michael Behe?

Pois é, nesse livro, o Behe, que é bioquímico, lança um desafio à teoria evolucionista, através do que ele chama de "sistemas irredutivelmente complexos". Esses são sistemas que têm uma complexidade tal que não poderiam existir em uma forma mais simples para depois evoluir, pois simplesmente não funcionariam se não fossem como são hoje.

Um exemplo é o sistema de coagulação do sangue. Se lhe interessar, posso levá-lo no próximo ensaio, pra você dar uma bicada e ver se te interessa.

Larissa disse...

O absurdo aí é a coisa de Adão e Eva, mas não acho absurda a criação por Deus. A própia Biologia mostra a evolução, é inegável que a ciência dá mais povas de que está certa do que a igreja. Mas antes da criação fica complicado.