quarta-feira, 15 de outubro de 2008

As pegadas do homem, em Antelope Springs, Utah...hehehe...

Agora "piorou" mesmo. Hehehe. Pra quem é cético, esse post aqui vai ser "pior" ainda que os outros. Hehe.

Pq a idéia desse assunto é um tanto absurda, e impossível (pro pensamento e conhecimento atuais), MAS, assim como os outros artigos antes deste nesse blog, É UM ACHADO ARQUEOLÓGICO COMPROVADO, AUTÊNTICO, E ACEITÁVEL PELA "COMUNIDADE ARQUEOLÓGICA MUNDIAL" e tal, digamos assim. Só queria deixar bem claro esse ponto.

Bom, pelos séculos, temos "descoberto" que a época da chamada pré-história é MTO mais antiga do que pensávamos na Idade Média, por exemplo. (BURRICE total, pq os babilônicos, dentre outros povos, já estabeleceram MUUUUUUUUUUUUUUUUUITOS anos antes de Cristo a data aproximada da era pré-histórica, E SÓ AGORA, NO SÉC XXI, CHEGAMOS À MESMA DATA QUE OS POVOS ANTIGOS JÁ DIZIAM TER PARA AS ERAS MAIS ANTIGAS DO HOMEM.) Foda, né?

Bem, outra coisa é que todos os achados arqueológicos que temos até hj, autênticos, que reescrevem a história, são deixados de lado, pq prefere-se ter uma linha de tempo completamente equivocada do que se ter resquícios da verdade, mas que não preencheriam todo o tempo correto, explicando assim só algumas partes da história do homem. É por isso que esses malditos divulgam esses dados o mínimo possível, hehe.

Mas vamos ao post:
(Segure-se na poltrona, baby. Vão pensar: "Agora o Fábio ficou maluco mesmo", hehe)
(Lembrando que isso é FATO. "Só" não tem explicação.)

As "BOTAS" de Antelope Springs.

Em 3 de junho de 1968, Willian Meister com sua mulher e duas filhas, em companhia do casal Francis Shape e filhas, passou uma temporada na região de Antelope Springs, a 43 milhas de Delta, no Estado de Utah, EUA.
Munido de um martelinho, Willian Meister saiu em busca dos “seus” fósseis. Todavia, naquele dia, as filhas foram bem melhores sucedidas que o pai, a quem chamaram quando pensaram ter avistado uma petrificação, encravada em uma rocha.
À primeira vista, Meister nada distinguiu. Mas para contentar as moças, ele começou a martelar no local que lhe haviam indicado; de repente, uma camada rochosa desprendeu-se, como uma página de “um livro aberto”. Quando Meister, colecionador experimentado, estava com um pedaço de rocha na mão, começou a duvidar de suas faculdades mentais, pois diante dos seus olhos estavam as marcas de um pé humano e, por cúmulo, o homem pré-histórico que as imprimiu no solo “usava sapatos” ali não havia calcanhar, nem dedos, e nem a arcada do pé, mas, em vez disso, nítidos contornos de sapatos terminado em ponta e medindo 32,5 cms de comprimento, 11,25 cms de largura e 7,5 cms de calcanhar.
A exemplo que se observa contava com toda a impressão de uma planta de pé, e o peso do corpo ficou fielmente marcado no solo, pois nos calcanhares a depressão era mais funda do que nas pontas do pé. Mesmo porque até naquela hora, as impressões dos sapatos não faziam parte do sortimento colecionador.
Meister matou dois coelhos com uma só cajadada, pois o calcanhar do pé esquerdo esmagara um trilobite, cujos restos mortais ficaram petrificados, junto com a marca do pé. E, sem dúvida, Meister entendia de trilobites.
Ele levou seu achado para o professor Melvin A. Cook da universidade de Utah, que lhe recomendou que procurasse um geólogo, comentando: “Não sou autoridade em matéria de fósseis; porém este achado fala por si só”.
Desde 1968, esse achado milagroso já foi examinado por muitos cientistas, mas, até agora, nenhum deles se animou a arriscar um comentário conciso a respeito; todavia, os geólogos prontificaram-se a datar o achado fóssil, inequivocamente, do período cambriano.

Só uma coisa. Tirado da wikipédia:

Na escala de tempo geológico, o Cambriano ou Câmbrico é o período da era Paleozóica do éon Fanerozóico que está compreendido entre 542 milhões e 488 milhões e 300 mil anos atrás, aproximadamente.

Outro detalhe, tirado de outro site:
"o proprietário da bota com ela esmagou um inseto pré-histórico que somente existiu naqueles tempos e cujo corpo ficou prensado nas ranhuras (sim, ranhuras e desenhos de uma sola industrializada, bem visíveis na foto!) deixadas por aquele extemporâneo calçado!"

*(E reparem o solado da "bota", com a parte do calcanhar maior e tal)*

A seguir, fotos das "botas de 500 milhões de anos", e do trilobite.


As marcas:






Trilobite, ou Trilobita (segundo minha bióloga favorita. =)))):




Foto com uma idéia do que nós ACHAMOS que era, mais ou menos, o período pré-cambriano:

(No site tá como uma imagem do período pré-cambriano. Aí já não sei se é do pré ou do Cambriano mesmo. Quem estuda isso, me fale. Please. =) )




AHHH, e essas marcas de "botas" não são as únicas no planeta não. Tem outra, numa mina de minério mto abaixo da terra e tal, que vou encontrar e posto aqui. Hehe, aí parou. Das "botas", parece que só tem essas duas mesmo... =)

6 comentários:

morgue disse...

Os trilobitas (português brasileiro) ou as trilobites (português europeu) . ^^

Os trilobitas eram organismos marinhos que viveram em todos os oceanos, nadando, no fundo, ou mesmo enterrados nos sedimentos.

Essa foto lembra a fauna de Ediacara. (o nome é de um lugar da Austrália, que foram encontrados muitos fósseis da época). É no PRÉ-cambriano. São esses os primeiros organismos multicelulares que se tem noticia, e são inteiramente desprovidos de parte dura.

Mas como tem tribolitas na foto, não é do pré-cambriano. É já do cambriano. No cambriano teve a famosa 'explosão', tinha muito mais bichinhos q o mostrado na foto..rs

figuras do cambriano:

http://users.path.ox.ac.uk/~wjames/Evolution/evolution4_files/slide0006_image035.jpg

http://universe-review.ca/I10-27-Cambrian.jpg


tá, admito que adoooooooooooro esse assunto! ahuahuah

Larissa disse...

Esse post foi pra mim? eoheuhioeuhe Bom, eu não sei mesmo o que dizer. Seriam ETs com sapato de sola de borracha? Seria homens pré-históricos visitando o fundo do mar? Não sei. Mesmo.
Vou pedir pro meu professor hiper-mega-super-ultra-foda me falar disso. eohueiouhioeh

Fábio disse...

Hehe, foi nao. Mas nao acho que sejam ET´s não. Ou foi um erro de calculo na datação, ou é uma frade que enganou todos os arqueólogos do mundo (hehe, pode ser), ou é de um humano. Aí naquele mesmo esquema. A História Oficial é toda errada. Isso a maioria absoluta dos arqueólogos atualmente admite. =)

(Hannn...pq achou que foi pra vc...?) =)

ulissesgentlemam2@gmail.com disse...

Em um tunel do tempo alguem do presente foi para o passado pisar trilobitas? nao se nao,acho mais provavel que estea "bota" seja arte da natureza,parece....mas nao eh,foi esculpida.

Sándor disse...

Bixo, a época q isso rolou é tenso...fz tempo pra burro!

Esses ETs nessse período usavam All Star...

Bixo, essas pegadas são um poouquinho difíceis de digerir, pelo menos para mim!

Anderson disse...

Fabio parabens, otimo trabalho, fiquei curioso quanto a 2ª pegada na mina... quando postar me avisa...


Só um tolo para crer que num universo de 11 dimensoes existem somente nós