segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Primeiro dia usando corset

-Amarrar não foi a coisa mais fácil do mundo, mas acho q todo mundo tem dificuldade na primeira vez.
-. A sensação de não poder encher totalmente os pulmões é meio incomoda, mas como no dia praticamente todo a respiração é mais curtinha, dá pra levar. Em pé até estava bem confortável, mas a respiração muda. Não é mais aquela em q a barriga estufa e as costelas vão pro lado, a respiração considerada correta, abdominal-intercostal. E isso é o q mais me preocupa... Em aulas de canto, a gente é re-ensinado a fazer isso pra usufruir melhor do oxigênio. Re-ensinado pq a gente vai crescendo e passando a respirar errado. Reparem num bebê. Barriga sobe e desce. Já principalmente mulheres, não qrem sua barriga aumentando por aí, então a gente respira utilizando só a parte de cima do pulmão. E o corset força mais isso... Texto básico:

“ Este mecanismo, tão bonito e tão sadio, com a vida sedentária vai-se perturbando, até quase desaparecer na maioria das pessoas maduras. É como se o diafragma morresse aos pouquinhos. Resta no fim tão-somente a respiração com a parte superior dos pulmões. Mesmo entre atletas tal fato se dá. Quando querem respirar fundo para voltar à calma, levantam os braços, comprimem e intumescem de ar somente o terço superior do órgão. Fazem exatamente o oposto do que o Yoga ensina e que é a forma ideal de respirar. O atleta ocidental inspira estofando o peito e encolhendo a barriga. O yogi inspira projetando discretamente a barriga, puxando para baixo o diafragma, enchendo, assim, não somente o ápice mas também e, mesmo antes, a base do pulmão, que é a zona mais rica em alvéolos, portanto a mais importante para a economia vital.”
“A respiração usada para o canto e para tocar instrumentos de sopro recebe as vezes nomes diferentes, dependendo do autor. Alguns a chamam costo-diafragmática, outros abdominal-intercostal. O fato é que devemos encher desde a base do pulmão, suas laterais até às costas, sem levantar os ombros. " Quando se pede aos alunos, no início das aulas de fala ou de canto, para inspirarem profundamente, 80% inspiram com uma elevação forçada das costelas e das clavículas, mantendo os músculos abdominais contraídos, erguendo os ombros, ficando vermelhos no rosto e pescoço... Esta respiração forçada tem conseqüências desastrosas, em primeiro lugar para a voz. A laringe fica sob alta pressão, e pior ainda se a pessoa não articula bem, trancando os maxilares (embocadura tensa, nos instrumentos de sopro). Assim, a pressão é dupla e as nossas cordas vocais não podem vibrar livremente."- Sentada fica confortável se a cadeira é reta e vc pode ficar totalmente reta. Acheii bem incomodo sentar no carro, pq é meio inclinado. Fica pior pra respirar, parece q o pulmão fica mais pressionado. Como disse no post anterior, eu deveria t pedido o corset alguns centímetros mais curto, ficaria melhor pra sentar.

-Comer só aos poucos. Pouco antes d retirar o corset, eu comi um cachorro-quente. Não com tudo o q tem direito, bem modesto ehheh Não doeu nem nada. Mas começou a incomodar. Eu já estava 5 horas e meia d corset, já doida pra tirar e comer fez ‘apertar’ mais. Então meia hora depois eu tirei e ahhhhhh que alivio que dá! XD

3 comentários:

Fabio disse...

Mutãos piligente meu bebe... hehe XD

e... ixiii... e quem respira pela boca...?

=(

MI disse...

Eu estou certa então porque eu sempre respirei pela barriga, eu tenho dificuldade em respirar pelo peito, me dá coisa ruim respirar pelo peito, sei lá, dá falta de ar em respirar pelo peito.

Anônimo disse...

Conta...o uso do corset dizem que altera a posição do diafragma, atrapalhou nas aulas de canto?
Estou tendo aulas de flauta, gostaria de passar a usar o corset mas estou preocupada se isso vai prejudicar..
obrigada :)