sábado, 12 de setembro de 2009

Os Museus Vikings da Europa (continuação)

CONTINUAÇÃO...


6) Museu de Lindholm (Høje, Dinamarca)
Situado ao lado do sítio arqueológico de mesmo nome, um cemitério com sepulturas demarcatórias de pedras, imitando figuras de navios. Ao todo o sítio possui 700 sepulturas, a maioria com o método de cremação. O Museu de Lindholm Høje foi aberto em 1992 e consiste em uma fazenda-museu, onde réplicas de pessoas em tamanho natural e vários objetos reproduzem o dia-a-dia das regiões interioranas na Era Viking. O interior das casas possui fogueiras, cozinhas, cenas cotidianas. Os objetos originais são expostos em redomas de vidro, numa sala separada do conjunto. Durante o verão, é realizado neste local um mercado Viking, onde são vendidas peças e réplicas de diversos artefatos, além de perfomances e dramatizações com atores profissionais e amadores. O Museu ainda contém uma cafeteria que funciona por várias horas no dia.Site do museu: http://www.visitdenmark.com/danmark/da-dk/productpage/produktside.htm?Culture=en-gb&Id=016245


7) Museu de Moesgård, Dinamarca.
Suas principais atrações são exposições de caráter etnográfico, mas também pesquisas envolvendo tecnologia de ponta, como fotografia aérea e sondagem arqueológica por magnetômetro, reconstituindo a saga nórdica dos tempos pré-históricos até o processo de cristianização, incluindo a região da Groelândia. Os principais artefatos são pedras rúnicas, da região de ?rhus e proximidades. Alguns dos itens mais curiosos expostos sãoo o esqueleto de um escravo da Era Viking, decapitado e enterrado com seu senhor em Lojre; corpos preservados nos pântanos (possivelmente sacrifícios, como o homem de Grauballe) e sacrifícios de guerra de Illerup ?dal. Esses últimos vestígios receberam recentemente uma exibição própria, com o nome de Illerup ?dal A face do inimigo, que reconta a dramática história do encontro de forças da Noruega e Dinamarca na região da Jutlândia, onde os invasores foram derrotados e alguns prisioneiros sacrificados ao deus Odin. Muitos objetos pouco associados aos guerreiros nórdicos no imaginário popular também fazem parte dos acervos: chaves, pentes, potes, alicates, alfinetes, etc. Um dos objetos mais importantes deste museu é o desenho do deus Loki, da estela de Snaptum. Próximo ao museu, existe uma reconstituição em escala (diorama) do antigo povoamento nórdico. Na última semana de julho, ocorre um mercado Viking no local.


Moesgård Museum


Hørning Church

.


8) Museu Viking de Ribe, Dinamarca. Todas as exposições deste museu recontam a história da cidade Viking de Ribe. A grande atração fica por conta de uma moderna sala-multimídia (com som, luzes e efeitos de computação), chamada de O olho de Wotan (o antigo nome do deus Odin), que introduz o visitante na história e na cultura dos antigos escandinavos, além de um pequeno documentário denominado Os Vikings em Ribe, apresentado em inglês e em outras línguas, durante várias vezes ao dia. O shop do museu é repleto de curiosidades, livros, réplicas e miniaturas para a venda, muitas das quais são reproduções dos objetos das exposições, além de uma moderna cafeteria. A exposição temporária mais recente envolveu atividades interativas, na qual os visitantes podiam participar de jogos medievais e visitar o interior de antigas cozinhas. Site do museu: http://www.ribesvikinger.dk/


9) Museu Nacional da Islândia, em Reykjavik.
A maior parte do acervo desta instituição pertence ao chamado estilo Nórdico-Celta, consistindo em objetos de bronze descobertos em uma sepultura de mulher na península de Reykjavik. Alguns dos itens expostos incluem a célebre estatueta do deus Thor e seu martelo, além da porta da Igreja de Valjofstaur, uma das únicas do estilo romanesco das regiões nórdicas da Europa. Foi reaberto em julho do corrente ano.

10) Museu Nacional de Antiguidades da Escócia, Edinburgh.
Possui uma rica coleção de artefatos recolhidos durante as escavações nas ilhas Orkney, Shetland e norte da Escócia. Recentemente seu acervo foi complementado com a descoberta de muitos sítios-acampamentos dos Vikings, datados das invasões na Grã-Bretanha.


Peço desculpas pelas letras que não consegui entender, por problemas na leitura do site de base da matéria, e por talvez falta de imagens que, achando na internet, coloco aqui pra melhorar esse post. Espero que curtam. E que "os ventos do Norte te tragam sorte..." (tirei isso de livro nenhum não, hehe, foi um chegado meu que disse isso)

=)


***Quero pedir desculpas por tantos problemas nesse post. A Morgana deu uma arrumada pra mim e postou o resto. Mas mesmo assim era pra colocar muito mais fotos, e uns videos mto legais (que não tô achando, eheh), mas vou continuar suando pra sair esse post aqui.

=)


Achei os vídeos mas tô tendo problemas pra postar. Até lá vou colocar links de partes de alguns deles que já estão no youtube e tal.

São vídeos em 3D, feitos por computador, mostrando como nós achamos, hoje, que seriam as aldeias e vilas vikings e tal.

http://www.youtube.com/watch?v=Lh7GnDciu0E

http://www.youtube.com/watch?v=sBSspnEPf9Q&NR=1

7 comentários:

Satomi disse...

Oi Morgana!!!!

Estranho...mas já aconteceu comigo ás vezes de não conseguir ver os seguidores...Eu sempre atualizo a página várias vezes pra conseguir...Não sei dizer o que acontece, talvez é um erro do blogspot mesmo....
A caixinha dos seguidores está logo abaixo do meu e-mail de contato.
Fico muito feliz em querer participar do meu bloguito....bjokas

Satomi disse...

EStou muito feliz que tenha conseguido...

Arigatou pelas visitinhas

bjokas

Mademoiselle Ѽ disse...

Oi miga, sumida!! rsrs...faz tempo que não venho aqui, e como anda o tight lacing?...bjkasss

flávia disse...

Que bacana seu blog,adoro um museu sabia?ótimas dicas que deu,
bjus

Chris Tegethoff disse...

Liebe Morgana und Fábio,

GOstei muito do blog de vcs! Parabéns pelo conteúdo! Eu e meu marido somos muito interessados pela Era Vicking, ele principalmente, pois segue a religião Asatru (ou paganismo nórdico). Vou passar a dica do museu pra ele... Tentei virar "seguidora" do blog de vcs, mas não consegui...será que fiz alguma coisa errada?!
Bom, apesar de há pouco tempo ter criado o "Fale Alemão!" ainda sou uma iniciante nesses assuntos "internéticos" rsrsrs..
Bom, sucesso pra vcs! Auf Wiedersehen!

Chris

Allan Robert P. J. disse...

São informações suficientes para entender o quanto a cultura viking foi importante na colonização de boa parte da Europa. :)

Sándor disse...

Morg-Morg e Fábio!!!

Adorei o post dos Museus Vikings! Du caralho, tinha muita coisa daquele povo que eu nem imaginava!

Ficou muito bom!
Vou continuar a ler os outros posts!!